Faróis da travessia

Um admirável missionário compartilhou conosco sua viagem de chegada ao Brasil.

A viagem foi feita de navio junto com sua esposa e filhos. Semanas a bordo de uma embarcação (nem um pouco semelhante a um transatlântico moderno) revendo e alimentando os sonhos e visão que Deus havia dado na sua terra natal.

A passagem do Oceano Pacífico para o Oceano Atlântico foi feita pelo Canal do Panamá. Chegaram ali numa noite quando foi possível visualizar perfeitamente os faróis de sinalização. No momento em que os faróis estivessem alinhados, ao ponto de vista do capitão, o navio estaria em posição correta e pronto para iniciar a travessia. Como já era noite, e a travessia se dava somente durante o dia, o navio que os levava e muitos outros atracaram em “fila”, posicionados, aguardando o amanhecer, para início da travessia.

Hoje, ao lembrar de sua viagem, passados mais de 45 anos, Bill Keyes faz uma analogia muito sábia dos três faróis do Canal do Panamá com a forma de sinalização que Deus usa para nos nortear na vida cristã.

O primeiro farol que devemos estar atentos é a OPORTUNIDADE. Deus nos coloca diante de situações que são portas escancaradas para entrarmos.

No entanto, é necessário ter o alinhamento de mais dois faróis. O segundo é a PAZ DO SENHOR. A oportunidade pode estar bem a sua frente, mas sem a paz de Cristo não é recomendável ir adiante.

E mesmo tendo uma oportunidade visível e a paz do Senhor, precisamos buscar a CONFIRMAÇÃO DA IGREJA, expressa por pessoas espirituais que mantém relacionamento próximo conosco.

Sem observar os três faróis alinhados, o capitão do navio não poderia realizar a travessia.

Assim também é na nossa vida. Deus nos dá a oportunidade, a Sua paz e a confirmação através do corpo de Cristo para nos conduzir adiante.

Fique atento! Ao observar os três faróis alinhados, levante a âncora, siga em frente e se prepare para experimentar a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

 

Clarissa Silva