Fazer a vontade de Deus!

Fazer a vontade de Deus deve ser o nosso objetivo diário, e o testemunho de vida deve ir além das palavras. Precisamos demonstrar atos que glorifiquem a Deus!

Muitas vezes buscamos formas, estratégias, eventos, movimentos para trazer pessoas para o Reino de Deus. Será que é esta a forma ou fórmula que Jesus usou?

O Nosso Senhor Jesus é o maior exemplo de obediência. Ele agradou a Deus plenamente. Um dos maiores exemplos que Ele nos deu está em João 4, o­nde ao conversar com uma mulher rejeitada, a samaritana, levou-a a conhecer o Reino de Deus, que por sua vez deu testemunho a uma cidade inteira. Qual seria o segredo de tão grande colheita?

No mesmo capitulo Jesus dá sua “fórmula”:

Vocês não dizem: “Daqui a quatro meses haverá a colheita”?Eu lhes digo: Abram os olhos e vejam os campos! Eles estão maduros para a colheita. (João 4.35)

Não há colheita o­nde os campos não já estejam prontos. A colheita fora de época leva ao prejuízo. E como saber a hora e o local?

A resposta está no mesmo versículo “Levantai os vossos olhos”. Olhemos com os olhos da fé, da revelação inspirada pelo Espírito Santo, os olhos de Jesus, peçamos a Ele que abra os nossos olhos para ver o­nde estão e quais são os campos que estão brancos.

Pois: Aquele que colhe já recebe seu salário e colhe fruto para a vida eterna, de forma que se alegram juntos o que semeia e o que colhe. Assim é verdadeiro o ditado: “Um semeia, e outro colhe.” Eu os enviei para colherem o que vocês não cultivaram. Outros realizaram o trabalho árduo e vocês vieram a usufruir do trabalho deles. (João 4.36-38).

O campo pode estar bem próximo, às vezes no lugar de o­nde sempre desviamos.  Como acontecia em Samaria, os judeus usavam um caminho mais longo para não passarem neste território. Jesus olhou para uma mulher pecadora e enxergou uma cidade transformada. Quem está ao nosso redor? Será que estamos perdendo a oportunidade servir alguém que impactará um bairro ou uma nação?

Alimentemos-nos da vontade do nosso Pai Celestial, assim como Jesus.

Disse Jesus: A minha comida é fazer a vontade daquele que me enviou, e concluir a sua obra. (João 4.34)

Busquemos a iluminação de o­nde e como devemos trabalhar para a implantação do Seu Reino.

A Deus toda a glória, a honra e o poder para todo o sempre!

Anúncios